a maior empresa do ramo futebolístico da América Latina, valorizando, além do futebol, outros esportes, bem como amadores e profissionais.

A Futebol do Brasil é o nome mais forte do futebol. É a marca mais cara, com os jogadores mais caros e talentosos do mundo. Porém, também em outros esportes os brasileiros tem seus valores diferenciados.

A Futebol do Brasil S/A é também a maior incentivadora para a inclusão social dos jovens, através de projetos como escola de futebol e outros esportes, em todos os Estados brasileiros, principalmente nas regiões mais pobres do Norte e Nordeste, onde o governo tão pouco investe em nossas crianças e adolescentes.

Uma parte do faturamento da Futebol do Brasil S/A é investida em programas sociais e culturais em todas suas escolas de futebol. Os alunos são meninos e meninas de 5 a 15 anos; todos têm aulas de Português, Inglês e Matemática.

Nossos objetivos são formar, primeiramente, cidadãos, somente depois pensamos em formar atletas. Nosso trabalho não recebe nenhuma ajuda governamental. Infelizmente, nossos políticos, que são eleitos pelos pais e familiares dessas crianças e adolescentes, acabando como vítimas de nosso sistema governamental.

Como tantas outras empresas, a Futebol do Brasil S/A é uma empresa de investimentos, com fins lucrativos.

O mercado de esportes amadores é pouco explorado, mas muito rentável. Em países desenvolvidos como Estados Unidos e vários da Europa, por exemplo, seus lucros chegam aos mais altos do mundo, sendo o esporte amador uma plataforma para jovens menos favorecidos terem uma oportunidade de chegar a uma universidade. Sob o ponto de vista financeiro, devido à grande participação da população, chega a render mais que esportes profissionais.

A Futebol do Brasil S/A é a única na América Latina no segmento que investe no atleta do futuro e no futuro dos cidadãos mirins do presente. Sem demagogia e sem hipocrisia de nossos políticos brasileiros. Somos a única empresa que investe e acredita nos jovens brasileiros, visualizando um futuro maior para todos, esperando um lucro garantido socialmente e financeiramente. Não espera-se méritos políticos sobre nossas ações, sociais e culturais, querendo cobrar benefícios, que trazemos para a sociedade como um todo.